Leituras

Quando a Alice nasceu,  aproveitei para ler algumas coisas sobre a maternidade. É verdade que não tinha muito tempo, mas aproveitava os nossos passeios matinais no jardim para pôr a leitura em dia (até porque era um dos poucos momentos em que a Alice conseguia dormir) e reter alguma informação que pudesse responder às minhas dúvidas de forma útil e prática: quantas horas deve um bebé dormir por dia? E durante a noite, a partir de quando é que começa a dormir a noite toda? Devo dar de mamar de quantas em quantas horas? Porque choram os bebés? Comecei por ler ‘O Grande Livro do Bebé’ pelo pediatra Mário Cordeiro porque me pareceu um guia prático que me podia ajudar. Foi lá que encontrei esta descrição que acho maravilhosa, e que diz muito sobre o sentimento de deslumbramento de ser pai e mãe, e que aproveito para partilhar aqui:

Um casal a passear o seu recém-nascido. É um quadro idílico, comovente, enternecedor. Parece que flutuam numa nuvem, acima do passeio, dos mortais e dos outros. Trocam olhares, cúmplices, entre si, e aterram no seu bebé, regularmente, esboçando um sorriso de deleite. Bebés e pais, a passear, não pertencem a este mundo. Deslocam-se numa outra dimensão. E enquanto o bebé dorme securizado pela visão de elementos naturais – o sol, o céu, as árvores, os pássaros e as pessoas também -, os pais realizam-se e apercebem-se da grandeza e da transcendência do seu projecto.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s