Viajar sem carro com um bebé: algumas dicas

Estas são as nossas primeiras férias a três e viajámos até ao Algarve. Não temos carro, como já escrevi aqui, e as viagens de comboio trazem-nos boas memórias de infância. Tanto eu como o L. viajávamos de comboio com os nossos pais e irmãos até ao Algarve durante o verão para visitar os avós, tios e primos. E é bom fazê-lo agora com a Alice.

De comboio e mochila às costas, lá fomos nós! Viajar com a Alice foi mais fácil do que imaginámos. Brincou muito, cumprimentou os outros passageiros e também dormiu pelo caminho. Viajar sem carro com um bebé é um desafio constante. É preciso planeamento e pragmatismo. É fácil, mas é preciso ter em conta alguns aspectos. Aqui ficam algumas dicas:

Levar apenas o essencial

Esta é a regra número 1 para quem viaja de mochila às costas. Fazer uma escolha do que é mais importante e necessário para o sitio onde vamos: alguma roupa, bens de higiene pessoal e pouco mais. Optámos por comprar fraldas, toalhitas e leite quando chegámos. A família emprestou-nos uma cama de viagem para a Alice e alguns brinquedos que ela adorou! Por acaso, foram ao IKEA e compraram-nos também uma cadeirinha de refeições que deu imenso jeito!

Estar preparado para todas as situações

Para além da roupa e dos bens de higiene, para a Alice trouxemos ainda uma toalha de banho, 2 biberões, 2 chuchas, 2 fraldas de pano e fraldas descartáveis para a viagem, soro fisiológico, câmara expansora, benuron e termómetro (nao vá acontecer algum azar). Quando vamos para fora com um bebé é preciso equacionar todos os cenários e estar preparado.

Usar um sling, pano ou ergobaby para carregar o bebé

Dá muito jeito, principalmente nas idas para a praia – e eu esqueci-me de trazer o nosso! Imperdoável! Com a quantidade de coisas que temos que carregar, é preciso ter as mãos livres e o babywearing facilita nessa tarefa. Trouxemos na mesma o carrinho porque também dá jeito para passeios curtos e noutras ocasiões.

Viajar com conforto

Talvez pensem que é um luxo, mas hoje em dia não é. Optámos por comprar bilhetes para a zona de conforto do Alfa Pendular porque, para além da diferença de preço não ser muito significativa, de uma forma geral compensa. Há mais espaço entre os bancos o que para quem viaja com um bebé de colo faz toda a diferença. Os bancos são reclináveis o que também ajuda se o bebé adormecer ao nosso colo. Ficam todos mais confortáveis. É uma hipótese a considerar, para quem possa.

Planear refeições

Sem exageros, claro! É preciso não esquecer que estamos de férias e também sabe bem relaxar um pouco e quebrar a rotina. Não faz mal nenhum fazer uma refeição ou outra fora, desde que a ementa seja saudável: um peixe ou carne grelhados, legumes, fruta, etc. No nosso caso, ajudou trazer duas refeições congeladas – uma sopa e uma jardineira de frango que deram muito jeito no primeiro dia. Depois, fizemos uma lista de compras para refeições simples para o dia a dia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s